Fechar Menu

Pai, palavra pequena e doce.

11 | 08 | 2023
Fala Diretora
1 comentários

7256 visualizações

Pai, palavra pequena e doce.

A vida moderna é uma loucura!
Sabemos que existem pais que trabalham muito para poder prover seus filhos com aquilo que é necessário para que eles se desenvolvam condignamente. O tempo para estar com os filhos às vezes é bem reduzido.
Mesmo assim, eu conheci pais que com uma carga de trabalho alta, não se esqueciam de dedicar um tempo para seus filhos. Homens responsáveis!
São esses momentos, esse tempo de dedicação do pai para com seus garotos, aquilo que fica na memória deles para sempre. Pode apostar!
Conheci pais que dedicavam seus sábados e domingos pela manhã para empinar pipa, jogar bola, passear com seus garotos.
Um outro pai maravilhoso, todas as noites após o jantar, reunia os filhos na mesa para com eles fazer as lições de casa e estudar para as provas.
Havia um outro, fanático pelos seus meninos; nunca perdeu uma só atividade deles. Nos jogos entre a escola e outra escola adversária, ele estava sempre na torcida, gritando e incentivando os meninos. Era figurinha carimbada!
Meu pai, que Deus o tenha, me ensinou a empinar pipa, rodar pião, jogar bola e me convidava para vê-lo fazer balões nas festas juninas. Ele me levava nas pescarias.
Mas isso era coisa de menina? Para ele era.
Eu adorava ver meu pai fazer a barba; cobrir o rosto com espuma e ir devagar tirando tudo, passando a gilete com muito cuidado.
Até hoje não me esqueci do cheiro dele. Ficou na minha memória, em todos os meus sentidos. Não me esqueci de sua alegria de viver!
O sentimento do filho pelo pai é um elo dourado que os une em vida e para sempre.
Nossos pais nunca se vão. Estão em nós.
Sabemos que hoje muitas famílias são diferentes e há mães que são pais, avôs e avós que são pais, irmãos que são pais…
O que os pais merecem no dia dedicado a sua homenagem? Muito carinho, abraços e beijos calorosos.
Aos que têm o papai no céu, um agradecimento sincero a ele pela vida!

Sonia Regina P. G. Pinheiro

Deixe seu comentário

Comentários

Carlos
Dona Sônia sempre nos encanta com seus textos.Esse me fez viajar no tempo e recordar os passeios com papai(in memorian). Parabéns a todos os papais!